15 de agosto: Ferragosto! Você sabe o que significa esta tradicional festividade italiana?

15 de agosto: Ferragosto! Você sabe o que significa esta tradicional festividade italiana?

15 de agosto: Ferragosto! Você sabe o que significa esta tradicional festividade italiana?

A Itália é rica de tradições, sobretudo ligadas às festividades de verão. Uma das mais famosas é o Ferragosto (do latim Ferie Augusti – repouso de Augusto) – dia 15 de agosto –, em que se comemora a Assunção de Maria (Maria Assunta), marcando também o ponto de partida para as férias italianas. Essa festividade foi instituída pelo imperador Augusto, no ano 18 a.C, e se juntava às já existentes e antigas comemorações do mês de agosto, como, por exemplo a Vinalia Rustica ou a Consualia, em que se celebrava o deus Conso, uma das mais antigas divindades agrárias romanas. Nessa ocasião se festejava também a colheita da uva e o encerramento dos principais trabalhos agrícolas do ano.

Assim, a antiga comemoração de Ferragosto era uma data importante que concluía as principais atividades do mês, proporcionando um merecido período de repouso, também denominado Augustali, necessário após todo o trabalho intenso desenvolvido durante as semanas anteriores. No decorrer das festividades, em todo o Império, eram organizadas corridas de cavalos e de animais de tração, como bois, burros e mulas, que ficavam então liberados do trabalho e eram adornados com flores.

É importante ressaltar que muitas dessas tradições, embora assimiladas pelo cristianismo, perduram até os dias atuais, praticamente inalteradas, como, por exemplo, o Palio dell’Assunta, que acontece em Siena, em 16 de agosto. O termo palio (lat. pallium) nada mais é do que o manto de tecido fino, prêmio habitual aos vencedores das corridas hípicas que aconteciam na Roma Antiga. Além disso, era também costume que, naquela ocasião, os camponeses prestassem homenagem aos senhores, proprietários da terra, recebendo em troca uma gratificação em dinheiro [la mancia], tradição que se enraizou de tal modo que foi, no Renascimento, assimilada pela Igreja Católica. Trata-se, desse modo, de uma festa pagã que se torna católica em torno do século VII, período em que se começou a celebrar a Assunção de Maria. O dogma da Assunção, por sinal, foi reconhecido somente em 1950, estabelecendo que a Virgem Maria seja assunta, ou seja, acolhida com a alma e com o corpo.

Nos dias atuais, o Ferragosto, para a maioria dos italianos, nada mais é do que um feriado. Muitos desconhecem as verdadeiras origens desse dia tão especial e rico de tradições que remontam a tempos imemoriais. Normalmente, as famílias e os amigos se reúnem para um grande almoço. Muitos preferem festejar à beira-mar, organizando-se já no dia anterior para fazer uma fogueira na areia da praia, com muita música, dança, quitutes e bebidas. Quase sempre a festa acaba ao amanhecer do dia 15 de agosto.

Vale ressaltar que, hoje em dia, fazer fogueiras é proibido, embora as pessoas continuem a fazê-las, deixando as praias sujas, com os seus restos ainda acesos, causando não poucos acidentes.

Fonte: http://italiano.forumdeidiomas.com.br/15-de-agosto-o-ferragosto-na-italia/