O voto no exterior é um direito de todo o cidadão italiano inscrito ao AIRE e somente para eleições nacionais. Nos termos da Lei 459/2001, conhecida como Lei Tremagilia, conforme nome do seu criador e propositor, e do Regulamento de Execução DPR 104/2003, todo cidadão italiano que residir no exterior pode votar por meio da Circunscrição Exterior e eleger seu representante para Câmara dos Deputados e Senado bem como para Referendum.

A Circunscrição Exterior é divida em repartições:

– Europa e territórios asiáticos da Federação da Rússia e Turquia;
– América Meridional;
– América Setentrional e Central;
– África, Ásia, Oceania e Antártica.

Nas repartições acima são eleitos um deputado e um senador, enquanto as outras vagas são distribuídas entre as mesmas repartições em proporção ao número de cidadãos italianos residentes. Ao total são 18 parlamentares, sendo 12 deputados e seis senadores no total e sendo, por exemplo na última legislatura, na América do Sul 4 deputados e 2 senadores.

O voto no exterior não é previsto para eleições do Conselho Regional, Municipal e Provincial.

Já no caso das eleições européias, os cidadãos italianos inscritos ao AIRE poderão votar exclusivamente na Itália. Aqueles que residem nos estados que não pertencem a União Européia receberão um aviso postal com recomendações de como e onde votar. Atenção: não é válido voto por correspondência neste caso. Mais informações, os eleitores deverão acessar o site: http://www.esteri.it/MAE/IT/Italiani_nel_Mondo/ServiziConsolari/VotoEstero/ElezioniEuropee.htm

Também é possível baixar uma “síntese informativa” sobre o voto dos italianos no exterior para eleição dos membros no Parlamento Europeu, através do link: http://www.esteri.it/MAE/approfondimenti/2014/europee2014.pdf

 

 

Your browser is out of date. It has security vulnerabilities and may not display all features on this site and other sites.

Please update your browser using one of modern browsers (Google Chrome, Opera, Firefox, IE 10).

X